segunda-feira, 18 de maio de 2015

10 Anos de Avistar Brasil

Aconteceu nos dias 15 a 17 de Maio a décima edição do Avistar Brasil. Realizado, pela primeira vez, no Instituto Butantã, em São Paulo, atraiu grande público entre interessados e envolvidos com a observação de aves no país. Participar de um Avistar Brasil é altamente gratificante e motivador para quem gosta do tema ou pretende iniciar-se na atividade.

É a oportunidade perfeita para rever amigos, conhecer novas pessoas ou aquelas amizades iniciadas virtualmente através das redes sociais e do wikiaves. Nas palestras, temos a oportunidade de conhecer novos locais (hotspots) que estão despontando ou sendo preparados para a observação de aves, bem como os profissionais que atuam nas diversas regiões do país.

Projetos conservacionistas de sucesso, com seus atores principais, os detalhes, as dificuldades inerentes à atividade, são de grande valor e sempre emocionam, nos fazendo entender a importância de cada ação positiva destinada à preservação e conservação dos meios naturais. Aqui cito a ótima e emotiva palestra da Vanessa Kanaan sobre o Luigi, um papagaio-de-peito-roxo, e a sua reintrodução no Parque Nacional das Araucárias\SC, onde a espécie já havia desaparecido. Para saber mais sobre esse projeto, clique aqui.

Palestras de pesquisadores podem parecer, em um primeiro momento, um tanto quanto acadêmicas, ou difíceis de se entender para os mais iniciantes. Mas em muitas delas descobrimos coisas interessantes, como por exemplo, na palestra de Willian Menq, sobre  rapinantes migratórios, que citou o caso da Águia-Pescadora Belle, que foi monitorada desde a sua primeira migração, sendo possível conhecer a primeira rota realizada, da América do Norte ao Amazonas, bem como as rotas dos anos posteriores, e os locais onde ela repousou  até a escolha do local definitivo de invernada, para o qual o Belle retorna todos os anos.  Depois dessa palestra, refleti sobre as aparições de uma águia-pescadora no lago paranoá, em Brasília/DF, que acontece todos os anos.  Pelas dimensões do lago, pode ser o mesmo e único indivíduo que adotou o lago como residência de inverno.

Avistar Brasil no Instituto Butantã

Voltando ao Avistar, como em toda feira, há também o espaço reservado às compras. Assim, produtos diversos, de vestimentas à artigos de arte, podem ser adquiridos a quem deseja levar uma lembrança ou algo que lhe será útil para a próxima passarinhada.

Falando em passarinhadas, essas também acontecem no Avistar, e costumam despertar bastante interesse. O vídeo abaixo é uma amostra disso:




O Avistar Brasil além de promover a cultura da observação e conversação das aves em nível nacional, fomenta também a criação dos encontros regionais, que já acontecem em 8 estados brasileiros. No Distrito Federal, por exemplo, já acontece o Avistar Brasília desde 2012. Em 2015, foi realizado nos dias 25 e 26/04.

Por fim, não poderia finalizar sem deixar de agradecer e parabenizar a organização do Avistar pelo belo trabalho realizado, em especial ao Guto, por toda a sua simplicidade, atenção, carinho e genialidade por nos proporcionar um momento tão especial como o congresso Avistar.

domingo, 17 de maio de 2015

Global Big Day 2015

Foi em 09 de Maio de 2015, o dia em que milhares de observadores de aves dos quatro cantos do mundo saíram as ruas, parques, áreas verdes, enfim, saíram de suas casas com o objetivo de registrar aves e contribuir com o projeto Global Big Day - GBD, uma iniciativa do Laboratório de Ornitologia da Universidade de Cornell e do site Ebird.org. O objetivo era incluir registros de mais de 4.000 espécies no eBird em um único dia, levantando US$500.000,00 que seriam destinados à conservação de aves.

"Mais de 13.000 observadores de 127 países...
...ao final do dia 09, já haviam sido enviados registros de mais de 5900 espécies de aves"

Pois o resultado foi algo fantástico e surpreendente uma vez que a meta não só foi atingida como superada em quase 50%. Os números obtidos impressionam e dão a dimensão da observação de aves mundo afora. Mais de 13.000 observadores de 127 países enviaram um número aproximado de 41.500 listas de aves. Ao final do dia 09, já haviam sido enviados registros de mais de 5900 (5.968 no momento em que escrevo) espécies de aves, em um único dia! Para obter dados atualizados, acesse http://ebird.org/ebird/globalbigday?siteLanguage=en

"Ainda estamos em número reduzido, se comparados com outras regiões\países, mas estamos muito comprometidos, isso é incontestável!"

O Brasil foi destaque tanto pelo empenho dos observadores quanto pelo número de aves catalogadas, ficando na segunda posição do ranking em número de espécies registradas. Estima-se que mais de 1000 observadores em todos os estados do território nacional contribuíram com mais de 850 listas de espécies, totalizando cerca de 1102 aves catalogadas. Uma simples comparação  entre os números globais e nacionais para número de espécies registradas mostra a riqueza da avifauna em nosso país. Se compararmos o número de observadores, temos uma ideia do quanto a observação de aves ainda pode crescer por aqui. Se cruzarmos esses números, percebemos o quanto os observadores brasileiros se engajaram para contribuir com o GBD. Ainda estamos em número reduzido, se comparados com outras regiões\países, mas estamos muito comprometidos, isso é incontestável!


Buscando dados ainda mais regionais sobre o GBD no Brasil, no que se refere à observação de aves na região do Planalto Central (Distrito Federal e entorno), área de atuação do Observaves, aproximadamente 15 observadores enviaram cerca de 30 listas  totalizando 184 espécies catalogadas. Para o estado de Goiás, foram enviadas 15 listas de 9 observadores o que totalizou 193 espécies. 

Com a popularização do GBD espera-se uma maior contribuição do observadores na região do DF, e consequentemente, o registro de um maior número de espécies, pois, considerando-se apenas a comunidade do Observaves, são mais de 180 observadores cadastrados.

domingo, 10 de maio de 2015

Avistar Brasília 2015 - a terceira edição

Aconteceu nos dias 25 e 26/04/2015 a terceira edição do Avistar Brasília, edição local (e bienal) do congresso que acontece anualmente em São Paulo, o Avistar Brasil. Com programação intensa e muito rica em atividades e em conteúdo, atraiu ao Jardim Botânico de Brasília (JBB) toda a comunidade de observadores de aves da região, inclusive de outros estados, bem como um bom número de novos interessados pela arte da observação de aves.

Assim como nas edições anteriores, o evento aconteceu na área do centro de visitantes do JBB, ficando as tendas e parte das atividades programadas, acessíveis ao público, como é o caso de algumas oficinas de teatro e principalmente do Avistar Kids, um sucesso entre a criançada, que muitas vezes tem ali o seu primeiro contato com o mundo dos passarinhos. Aconteceram ainda as passarinhadas guiadas para iniciantes e para observadores já praticantes, na estação ecológica do JBB. Veja aqui a lista das espécies observadas na passarinhada de domingo, dia 26/04.

Ainda dentro da programação pública do Avistar, ocorreu o pré-lançamento do livro Nasce um Beija-Flor, de Tancredo Maia Filho, Madalena Rodrigues e Ribamar Fonseca.  Para saber mais sobre a obra acesse o site do livro.

video


Das atividades reservadas aos inscritos, tivemos as palestras, as oficinas de fotografia e o concurso varal fotográfico.

Araras-vermelhas - Foto vencedora pelo Juri Técnico.
De Celso B. Almeida
As palestras tiveram temas bem variados, onde palestrantes com as mais diversas experiências compartilharam seus conhecimentos e suas vivências com uma platéia sempre atenta e muito participativa.  Gerenciar para que cada palestrante falasse tudo o que gostaria, em apenas 30 minutos, além de ceder espaço para perguntas da platéia, foi um desafio para quem vos escreve!

Para os fotógrafos foram reservadas duas oficinas complementares que ocorreram no domingo e tiveram como foco os conceitos de fotografia e técnicas de edição de imagens usando o lightroom.

A Avistar Brasília encerrou sua programação com a entrega da premiação aos vencedores do concurso do varal fotográfico.

A comunidade do Observaves agradece a comissão organizadora do Avistar Brasília pelo convite e a oportunidade de parceria na realização da terceira edição do Avistar Brasília e parabeniza todos os envolvidos na organização pela qualidade e sucesso do evento.





















Postagens populares